Estudo da Psicoterapia Ocupacional iniciado através de Supervisão de Leitura.

No encontro de inicial discutimos a ‘Terapia Ocupacional que conhecemos e sua legalidade’. Cada participante fez uma um resgate de sua formação acadêmica e, também, de sua trajetória profissional.

Revisitamos, de forma crítica-reflexiva nossa formação, e ficou evidente que, na maioria dos casos, há uma lacuna entre o que aprendemos na teoria e na prática acadêmica. A teoria se mostrou holística e a prática dicotomizada. “A gente não estudava a pessoa, olhava a deficiência/problema e o que fazer diante disso”.

Percebemos que nossa formação é ainda muito tecnicista, muito voltada para o como fazer, e rasa na análise crítica do que é o ser humano consigo e com os outros mediado pelo fazer.

Essa discrepância levou os profissionais a buscarem formações complementares à fim de alcançarem maior coerência entre teoria e prática.

Os participantes querem buscar a essência que está contida no fazer, que não está apartada de seu contexto social e histórico.

Um encontro reflexivo, caloroso e crítico.

Você se identifica nesta avaliação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *