Homenagem a Rui Chamone no Centenário da Terapia Ocupacional



Neste ano comemora-se 100 anos da Terapia Ocupacional no Mundo. Em Minas Gerais, o CREFITO-4 irá homenagear os terapeutas ocupacionais que se destacaram na consolidação da profissão no Brasil, especialmente neste estado, com a medalha “Comenda Centenário Mundial da Terapia Ocupacional”, e nosso querido RUI CHAMONE JORGE, foi um dos profissionais escolhidos para esta homenagem!


O evento será no dia 10 de julho, as 19h, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na capital mineira.


———————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————-

Para complementar esta tão merecida homenagem, o GES.TO fez contato com alguns integrantes que conheceram o Professor Rui, solicitando que escrevessem algo sobre ele e como ele influenciou sua formação profissional. Veja, abaixo, alguns depoimentos sobre o Professor Rui e sua importância na formação destes profissionais:


Junia J. Rjeille Cordeiro
Rui Chamone Jorge, primeiramente na minha vida – Tio Rui – irmão de minha mãe Leila: o tio que sempre encantava os sobrinhos com seu jeito todo especial de nos receber porque sabia falar a nossa linguagem, não importasse a nossa idade e, principalmente sabia nos envolver com atividades que amávamos porque, obviamente, eram SUPER adequadas e bem conduzidas para a relação sobrinhos-tio-casa do tio! Sim, claro, ele era O MESTRE (e sempre será) das atividades capazes de desdobrar o potencial do ser humano, seja em desenvolvimento, seja em processos de cura. Este fascínio pela atividade que cura me envolveu na época da escolha da carreira – ser terapeuta ocupacional como o Tio Rui – quando ele me disse: “minha filha, ser terapeuta ocupacional é muito difícil; tem que ser muito culto, tem que entender das pessoas, das suas religiões, da sua cultura e tem que estudar muito” – foi a advertência dada a mim e a uma colega de colégio também interessada na carreira. Continuou a me influenciar quando, tendo estudado com ele no 18o. Ciclo de Estudos Profundos de Terapia Ocupacional, definitivamente me ficaram muito claros os mecanismos de cura e todas as nuances da relação terapêutica ocupacional, o que se desdobrou em minha carreira docente quando parte destes conhecimentos encantava os meus alunos da disciplina de Recursos Terapêuticos. Sim, tio, inspirador, mestre – para sempre – Tio Rui Chamone Jorge, Terapeuta Ocupacional do século!

- Elaine Silva Reis

Rui,
O que escrever ?!
Que o Rui é inesquecível!! INESQUECÍVEL !!!
Rui formou minha identidade profissional! O contato e a formação com o professor  Rui Chamone Jorge imprimiram profunda marca na minha concepção  pessoal e nos meus atributos profissionais. Meu maior mestre, sua obra me acompanha… fazem parte dos meus “livros de cabeceira”.
Compreender a dimensão das relações humanas e do encontro terapêutico, apurar a percepção da dinâmica dos encontros e dos movimentos grupais, vivenciar e proporcionar a manipulação dos materiais e das ferramentas, treinar a aspecção do objeto singular e grupal, interpretar o discurso plástico,  realizar a reflexão crítica necessária em busca da consciência de que algo existe!! E muito mais…são conceitos que deram caráter a minha prática e me permitiram transpor o “imponderável”, o diverso, o incompreensível, as incertezas e adquirir a identidade do objeto e da especificidade da Terapia Ocupacional.
Minha gratidão é enorme a este homem, professor, amigo e mestre “de toda vida”, e  a seus ensinamentos, por me instigar uma postura crítica  do meu fazer, do meu pensar e do meu  ser!!! Por me dar um “corpo” profissional, me ajudar nos diferentes papeis que ocupo na vida e principalmente a estar diante do cliente e ajuda-lo em busca de SI.

As fotos abaixo são relativas à visita de Rui Chamone ao Serro/MG e Diamantina/MG, em 1989, quando esteve com Elaine no internato rural em Gouveia/MG. Nesta época ela era aluna do CIES.T.O – Cliclo de Estudos em Terapia Ocupacional  Ocupacional – curso de formação cuja carga horária era equivalente à dos cursos de especialização atuais.

- Flávio Lúcio Assis Moreira

Venho aqui dizer um pouco da minha trajetória profissional e da importância que o professor Rui Chamone Jorge teve e tem neste percurso. Em 1990 iniciei o curso de terapia ocupacional na FCMMG e,  em 1991, desiludido por não achar uma resposta do que seria, verdadeiramente, a Terapia Ocupacional, pensava em desistir do curso; então, uma de minhas professoras me falou e me apresentou  o Professor Rui e o Grupo de Estudos Profundos de Terapia Ocupacional – GES.TO, fundado pelo próprio professor.
Ali, conheci sua proposta teórica, a Psicoterapia Ocupacional. Ao contrário do que muitos pensam, o professor Rui nunca quis inventar, fundamentar uma nova profissão, mas sim organiza-la,  fundamenta-la, e ampliar aquilo que, até então, se conhecia da Terapia Ocupacional. Mas também, este professor sempre acreditou, e provou, que a Terapia Ocupacional é, em si, um método psicoterapêutico.
Tive o privilégio de ser seu aluno, e mais, fui um dos alunos que o ajudou a montar o Museu Didático de Imagens Livres! Dentro do grupo, eu era um dos poucos  estudantes  do Rui  que seguiu uma proposta de atuação na área da neurortopedia. Sempre acreditei que a teoria do Professor Rui Chamone Jorge era totalmente abrangente dentro da nossa profissão. Apesar do próprio professor ter atuado a vida toda na área da saúde mental e psiquiatria, ele nunca teve dúvida da abrangência da sua teoria em todas as áreas da nossa profissão; assim, eu sempre me sustentei nesta proposta, claro que, inovando a minha atuação e repensando as minhas ações.
Com  o professor Rui Chamone Jorge e com a sua proposta teórica, levei para minha vida profissional que, independente da área de atuação, o que fazemos sempre é reabilitar o Ser Humano; e foi a teoria do Rui que apontou de forma sólida e organizada, o que é ‘o objeto’ e ‘a especificidade’ da nossa profissão. Então, a partir desse encontro, com esta teoria e com o GES.TO, minha vida acadêmica mudou radicalmente e, consequentemente, minha vida profissional.Sou um profissional completamente satisfeito com o meu dia a dia na clínica! O professor Rui e sua proposta teórica foram essenciais no meu sucesso profissional e na felicidade que tenho de atuar como terapeuta ocupacional nesses 22 anos de clínica, com o alcance de resultados maravilhosos. Uma teoria que me faz confiante, que me proporciona autonomia e direção. A Psicoterapia Ocupacional foi e é a base teórica que sustenta a minha clínica! Sou eternamente grato ao Professor Rui Chamone Jorge!

A foto abaixo mostra Flávio trabalhando sobre a montagem do Museu Didático de Imagens Livres com o professor Rui.


- Ronaldo Guilherme Vitelli Viana

O Professor Rui Chamone foi, e permanece nos seus escritos, o maior mestre da Terapia Ocupacional no Brasil. Este grande pensador, com sua sensibilidade peculiar, fundamentou o fazer humano como um fim para a promoção de saúde e um meio para a reabilitação das pessoas, recorrendo aos princípios da antropologia filosófica e de outros conhecimentos humanos. Ele me contagiou com o seu modo de ‘vi-ver’ o mundo e, por isto, hoje todos os objetos têm sentido para mim. Lembro-me de quando ele ministrava um de seus últimos seminários, realizado na Escola de Saúde Pública, no final de sua vida, quando ele refletia sobre a distância imposta às pessoas pelo universo virtual e, antevendo o grave adoecimento desta ´era digital´, de forma profética, ressaltava a importância das mãos (porque não dizer, ironicamente, ‘das digitais’) para atualizar o encontro humano e resgatar a sua essência. Nisto reside a maior importância da Terapia Ocupacional. Conviver e ser formado por ele foi um privilégio para mim.”

- Wilma Guimarães

Rui Chamone foi um presente de Deus pra mim! Participou um pouco minha formação pessoal e muito da profissional, num momento decisivo e de grandes mudanças de atuação. Eu era terapeuta funcional e, em dado momento, me inseri num grande hospital geral como terapeuta ocupacional. Os ensinamentos do grande mestre Rui Chamone Jorge foram essenciais, me sustentaram na profissão, despertaram em mim a vontade de estudar mais, pesquisar, escrever, publicar, compartilhar conhecimentos. Chamone foi mais que um professor, foi amigo, foi exemplo e ainda é  referência para mim! Com grande pesar, ele se foi tão cedo! Sou muito grata a Ele por todas as formas,  inclusive as muitas publicações, que contribuíram para o meu desenvolvimento/crescimento pessoal e profissional!
Saudades do Rui
!”

- Ana Luiza César Viana

Rui Chamone Jorge foi mais que um professor.
Foi mestre, amigo, pai e irmão.
Um profissional íntegro e ético, um teórico consistente e um cientista rigoroso.
Um Ser amoroso, espirituoso, extremamente exigente e generoso.
Sou eternamente grata a ele pelas mudanças que proporcionou em minha vida pessoal e profissional
Em homenagem a ele, meu segundo filho foi batizado com sei nome.

O GES.TO sente-se honrado e orgulhoso em poder fazer parte da continuidade dos ensinamentos do Professor Rui Chamone!

- Junia J. Rjeille Cordeiro

Rui Chamone Jorge, primeiramente na minha vida – Tio Rui – irmão de minha mãe Leila: o tio que sempre encantava os sobrinhos com seu jeito todo especial de nos receber porque sabia falar a nossa linguagem, não importasse a nossa idade e, principalmente sabia nos envolver com atividades que amávamos porque, obviamente, eram SUPER adequadas e bem conduzidas para a relação sobrinhos-tio-casa do tio! Sim, claro, ele era O MESTRE (e sempre será) das atividades capazes de desdobrar o potencial do ser humano, seja em desenvolvimento, seja em processos de cura. Este fascínio pela atividade que cura me envolveu na época da escolha da carreira – ser terapeuta ocupacional como o Tio Rui – quando ele me disse: “minha filha, ser terapeuta ocupacional é muito difícil; tem que ser muito culto, tem que entender das pessoas, das suas religiões, da sua cultura e tem que estudar muito” – foi a advertência dada a mim e a uma colega de colégio também interessada na carreira. Continuou a me influenciar quando, tendo estudado com ele no 18o. Ciclo de Estudos Profundos de Terapia Ocupacional, definitivamente me ficaram muito claros os mecanismos de cura e todas as nuances da relação terapêutica ocupacional, o que se desdobrou em minha carreira docente quando parte destes conhecimentos encantava os meus alunos da disciplina de Recursos Terapêuticos. Sim, tio, inspirador, mestre – para sempre – Tio Rui Chamone Jorge, Terapeuta Ocupacional do século!”

- Elaine Reis

“Rui,

O que escrever ?!

Que o Rui é inesquecível!! INESQUECÍVEL !!!

Rui formou minha identidade profissional! O contato e a formação com o professor Rui Chamone Jorge imprimiram profunda marca na minha concepção pessoal e nos meus atributos profissionais. Meu maior mestre, sua obra me acompanha… fazem parte dos meus “livros de cabeceira”.

Compreender a dimensão das relações humanas e do encontro terapêutico, apurar a percepção da dinâmica dos encontros e dos movimentos grupais, vivenciar e proporcionar a manipulação dos materiais e das ferramentas, treinar a aspecção do objeto singular e grupal, interpretar o discurso plástico, realizar a reflexão crítica necessária em busca da consciência de que algo existe!! E muito mais…são conceitos que deram caráter a minha prática e me permitiram transpor o “imponderável”, o diverso, o incompreensível, as incertezas e adquirir a identidade do objeto e da especificidade da Terapia Ocupacional.

Minha gratidão é enorme a este homem, professor, amigo e mestre “de toda vida”, e a seus ensinamentos, por me instigar uma postura crítica do meu fazer, do meu pensar e do meu ser!!! Por me dar um “corpo” profissional, me ajudar nos diferentes papeis que ocupo na vida e principalmente a estar diante do cliente e ajuda-lo em busca de SI.”

- Flávio Lúcio Assis Moreira

Venho aqui dizer um pouco da minha trajetória profissional e da importância que o professor Rui Chamone Jorge teve e tem neste percurso.

Em 1990 iniciei o curso de terapia ocupacional na FCMMG e,  em 1991, desiludido por não achar uma resposta do que seria, verdadeiramente, a Terapia Ocupacional, pensava em desistir do curso; então, uma de minhas professoras me falou e me apresentou  o Professor Rui e o Grupo de Estudos Profundos de Terapia Ocupacional – GES.TO, fundado pelo próprio professor.

Ali, conheci sua proposta teórica, a Psicoterapia Ocupacional. Ao contrário do que muitos pensam, o professor Rui nunca quis inventar, fundamentar uma nova profissão, mas sim organiza-la, fundamenta-la, e ampliar aquilo que, até então, se conhecia da Terapia Ocupacional. Mas também, este professor sempre acreditou, e provou, que a Terapia Ocupacional é, em si, um método psicoterapêutico.

Tive o privilégio de ser seu aluno, e mais, fui um dos alunos que o ajudou a montar o Museu Didático de Imagens Livres! Dentro do grupo, eu era um dos poucos  estudantes do Rui  que seguiu uma proposta de atuação na área da neurortopedia. Sempre acreditei que a teoria do Professor Rui Chamone Jorge era totalmente abrangente dentro da nossa profissão. Apesar do próprio professor ter atuado a vida toda na área da saúde mental e psiquiatria, ele nunca teve dúvida da abrangência da sua teoria em todas as áreas da nossa profissão; assim, eu sempre me sustentei nesta proposta, claro que, inovando a minha atuação e repensando as minhas ações.

Com  o professor Rui Chamone Jorge e com a sua proposta teórica, levei para minha vida profissional que, independente da área de atuação, o que fazemos sempre é reabilitar o Ser Humano; e foi a teoria do Rui que apontou de forma sólida e organizada, o que é ‘o objeto’ e ‘a especificidade’ da nossa profissão. Então, a partir desse encontro, com esta teoria e com o GES.TO, minha vida acadêmica mudou radicalmente e, consequentemente, minha vida profissional.

Sou um profissional completamente satisfeito com o meu dia a dia na clínica! O professor Rui e sua proposta teórica foram essenciais no meu sucesso profissional e na felicidade que tenho de atuar como terapeuta ocupacional nesses 22 anos de clínica, com o alcance de resultados maravilhosos. Uma teoria que me faz confiante, que me proporciona autonomia e direção. A Psicoterapia Ocupacional foi e é a base teórica que sustenta a minha clínica! Sou eternamente grato ao Professor Rui Chamone Jorge!